quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Origem e Curiosidades sobre o Ano Novo

Você sabia que o ano-novo se consolidou na maioria dos países há 500 anos?
Desde os calendários babilônicos (2.800 a.C.) até o calendário gregoriano, o réveillon mudou muitas vezes de data.
A primeira comemoração, chamada de "Festival de ano-novo" ocorreu na Mesopotâmia por volta de 2.000 a. C.

Na Babilônia, a festa começava na ocasião da lua nova indicando o equinócio da primavera, ou seja, um dos momentos em que o Sol se aproxima da linha do Equador onde os dias e noites tem a mesma duração.
No calendário atual, isto ocorre em meados de março (mais precisamente em 19 de março, data que os espiritualistas comemoram o ano-novo esotérico).
Os assírios, persas, fenícios e egípcios comemoravam o ano-novo no mês de setembro (dia 23). Já os gregos, celebravam o início de um novo ciclo entre os dias 21 ou 22 do mês de dezembro.
Os romanos foram os primeiros a estabelecerem um dia no calendário para a comemoração desta grande festa (753 a.C. - 476 d.C.) O ano começava em 1º de março, mas foi trocado em 153 a. C. para 1º de janeiro e mantido no calendário juliano, adotado em 46 a. C. Em 1582 a Igreja consolidou a comemoração, quando adotou o calendário gregoriano.
Alguns povos e países comemoram em datas diferentes. Ainda hoje, na China, a festa da passagem do ano começa em fins de janeiro ou princípio de fevereiro. Durante os festejos, os chineses realizam desfiles e shows pirotécnicos. No Japão, o ano-novo é comemorado do dia 1º de janeiro ao dia 3 de janeiro.
A comunidade judaica tem um calendário próprio e sua festa de ano-novo ou Rosh Hashaná, - "A festa das trombetas" -, dura dois dias do mês Tishrê, que ocorre em meados de setembro ao início de outubro do calendário gregoriano. Para os islâmicos, o ano-novo é celebrado em meados de maio, marcando um novo início.

A contagem corresponde ao aniversário da Hégira (em árabe, emigração), cujo Ano Zero corresponde ao nosso ano de 622, pois nesta ocasião, o profeta Maomé, deixou a cidade de Meca estabelecendo-se em Medina.
Contagem decrescente os últimos minutos do dia 31 de Dezembro seja: 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1. Feliz 2009!!!!!! A passagem de Ano Novo é o fim de um ciclo, início de outro. É um momento sempre cheio de promessas. E os rituais alimentam os nossos sonhos e dão vida às nossas celebrações. Na passagem de Ano Novo, não podemos deixar de aproveitar a oportunidade para enchermos o coração de esperança e começar tudo de novo. E para que a festa corra muito bem, há algumas tradições e rituais que não podemos esquecer...

- Fogos e barulho. No mundo inteiro o Ano Novo começa entre fogos de artifício, buzinadas, apitos e gritos de alegria. A tradição é muito antiga e, dizem, serve para espantar os maus espíritos. As pessoas reúnem-se para celebrar a festa com muitos abraços.

- Roupa nova. Vestir uma peça de roupa que nunca tenha sido usada combina com o espírito de renovação do Ano Novo. O costume é universal e aparece em várias versões, como trocar os lençóis da cama e usar uma roupa de baixo nova.

fonte: bandeirantes, foto uol

gifs

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

floquinho o biscoito

Aquele ali em cima é o floquinho!Ele foi feito dia 25 de dezembro pelo melhor doceiro , o doceiro Jose . Jose o tratava como um filho , mas sabia que esse amor não ia durar , afinal ele é um biscoito!!!Mas floquinho queria ser mais que um biscoito .Ele queria andar pela rua sem ser pisotiado , ele queria ter amigos que não tivessem medo dele;mas era dificíl, pois nimguem nunca tinha visto um biscoito falante .floquinho queria todas as coisas do mundo , queria ser importante!O padeiro Jose que percebia como ele era infeliz cozinhou para ele uma biscotinha chamada clara ela era doce como mel , e muito atraente para o floquinho!Foi aí que o floquinho percebeu que ela era todas as coisa do mundo ,pelo menos do mundo dele, e ele se sentia importante ao seu lado. o padeiro cozinhou mai um biscoito! Um baby biscoito e floquinho e clara o adotou!E VIVERAM FELIZES PARA SEMPRE !!!!!!!!!!!!!!!!

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

A FADINHA DA NEVE

fadas
Era uma vez uma fadinha da neve ela era muito lindinha, e todo inverno trabalhava duro para conseguir visitar todas as casas que ficavam em uma montanha muito alta.
Ela vai de casa em casa, sempre fazendo sua magia para que o natal brilhe em todos os lares e que as pessoas jamais esqueçam que é o aniversário de nosso querido Jesus.
Numa destas visitas, um menino muito franzino, aproximou-se dela e disse:
- Querida fada da neve, sempre vejo seu rastro, mas somente hoje estou te vendo, então gostaria de fazer-lhe um pedido e que lá no céu pudessem me ouvir.
A fadinha da neve muito espantada, porque as pessoas não podiam vê-la, mas mesmo assim respondeu:
-Fale menino, se eu puder tento te ajudar.
-É que todo ano, fadinha, nós aqui neste vilarejo, comemoramos o natal, apesar de muito pobres, festejamos juntos o nascimento de Jesus, e este ano o meu vizinho, meu amigo está muito doentinho e não pode nem sequer sair de sua casa e eu gostaria tanto que papai do céu pudesse ajudá-lo a melhorar, este é o melhor presente que gostaria de ganhar.
A fadinha emocionada, então disse:
-Olhe pequeno, sei que seu amigo está doentinho, mas sei também que papi do céu está olhando por ele, então caso ele não possa festejar, não fique triste, so contrário, festeje mais e mais, assim ele ficará feliz em saber que seu amigo está feliz e ficará contente e poderá até melhorar.
- Obrigada fadinha, as vezes, pensamos somente na solução e não aceitamos as condições que temos para melhorar, vou fazer isso e mais, eu vou ficar lá com ele comemorando na hora da festa, assim se sentirá mais seguro e feliz!
Ah! a fadinha ficou tão feliz em ouvir isso, que rolaram duas lágrimas feladinhas em seu rosto, e entendeu porque o menino a havia visto. Ele tinha tanta esperança, e tanta vontade em ajudar seu amigo, que Deus permitiu que ele a visse.
Bom, e sabem da maior, uns dias antes da comemoração o amigo do pequeno menino foi melhorando, melhorando e olha na noite de natal já estava embrulhadinho em um grande cobertor, comemorando com todo mundo.
E lá de cima a fadinha espiava sorrindo o que acontecia.


natal

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

ESTÁ CHEGANDO

Photobucket


terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Aniversário de Jesus


Dia 25 de dezembro é natal mas , nos não podemos esquecer que também é aniversario de Jesus.
Natal não é so ganhar presentes, mas é também um momento de confraternização, paz e amor.
Nesse natal dê um abraço em quem você ama!!!

abraço

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

JOGO DOS QUINZE ERROS

VAMOS TENTAR ACHAR OS ERROS?
SE QUISER IMPRIMA PARA FAZER:



Encontra as quinze (15) diferenças entre os 2 desenhos!

www.receitasdatiadete.blogspot.com
tchau

domingo, 7 de dezembro de 2008

AJUDE A O PAPAI NOEL ENCONTRAR O SEU TRENÓ





Depressa! Ajuda o Papai Noel a encontrar o caminho até o seu trenó, para que ele consiga entregar os seus presentes antes que o Natal termine:








Conseguiu? Parabéns!!! Se não conseguiu, continue tentando.

natal


beijinhos

sábado, 6 de dezembro de 2008

COMO SE CHAMAVAM OS 3 REIS MAGOS?

natal
REIS MAGOS

O historiador inglês São Bedas (673-735) foi o primeiro a citar os nomes e descrever os três Reis Magos.
Cada um deles representa uma raça: a branca, a amarela e a negra.
O africano Baltazar, com cerca de 30 anos.
O asiático Gaspar, com 15 anos e o europeu Melchior (ou Belchior), com aproximadamente 40 anos.
Foram os primeiros a visitar o Menino Jesus, e lhe ofereceram presentes: Mirra (resina extraída da árvore de mesmo nome), em sinal de sua humanidade.
Incenso, para representar a divindade do Menino Jesus.
E ouro, em homenagem à sua realeza.
No Brasil, as primeiras imagens dos Reis Magos chegaram de Portugal, em 1752, destinadas ao Forte dos Reis Magos, no Rio Grande do Norte.

natal

domingo, 30 de novembro de 2008

LENDAS SOBRE PAPAI NOEL


A imagem do velhinho rechonchudo e bonachão passou a existir a partir de 1822, graças ao poema The Night Before Christmas (A noite da véspera do Natal), do professor americano Clement Clark Moore. Até então, Noel era representado pela figura sisuda de São Nicolau.

Os versos foram escritos durante uma noite fria de Natal para os seis filhos de Moore, e diziam que o bom-velinho era um “senhor feliz, vestido em roupas de pele e trazendo um saco cheio de brinquedos.

Sua barba era branca como a neve, sua bochecha e seu nariz, rosados como uma cereja e sua barriga, mole como geléia”. Em 1851, o cartunista Thomas Nast se baseou na descrição do poema para desenhar Papai Noel nas capas da revista americana Harper´s Weekly. Mesmo com figuras em preto-e-branco, Nast conseguiu popularizar a imagem.

O vermelho só virou a cor oficial do Papai-Noel em 1931, quando Haddon Sunblom criou uma campanha publicitária para a Coca-Cola.Nos anúncios, Papai-Noel aparecia tão fofinho quanto nos desenhos de Nast, mas vestido com uma roupa vermelha de bordas brancas.

sábado, 29 de novembro de 2008

JUNTOS PARA UM FELIZ NATAL

Estamos participando juntos para um Feliz Natal!


gifsbeijinhos

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

DESENHOS DE NATAL PARA COLORIR

VAMOS COLORIR?

PRONTO! MÃOS À OBRA, É SÓ IMPRIMIR(CONFORME ESTÁ EXPLICADINHO LÁ EM CIMA) E CAPRICHAR NA PINTURA!
www.tiadetediadia.blogspot.com
beijinhos

terça-feira, 25 de novembro de 2008

CARTA AO PAPAI NOEL

natal
Escreva e mande já a sua cartinha, ao papai noel (pai natal),
clique no envelope:

Photobucket

Você preenche tudo que é pedido, é tudo grátis, e depois pede para criar um link, como este meu:


Carta ao Papai NoelCarta ao Papai Noel de Encantos

ou poderá imprimir a cartinha e colocá-la embaixo da árvore de Natal.

gifsbeijos


segunda-feira, 24 de novembro de 2008

SELOS QUE GANHAMOS

Ganhamos da Dete do blog Receitas da Tia dete, os selos abaixo:


Photobucket




Photobucket



Adoramos, vamos colocá-los em nossa coleção e oferecemos a todos amiguinhos e amiguinhas que vêem em nosso blog, que os levem com a nossa amizade.

gifsbye, bye

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

A LENDA DA CHUVA

diversas

Há muitos anos atrás, os anjinhos resolveram fazer uma festa no céu.
Os convidados de honra seriam todas as crianças,
que tratassem com respeito as pessoas idosas,
e também os animais que fossem amigos do homem.
Na véspera da festa, o rebuliço era grande na casa dos anjinhos.
Os mais novos, com escadinhas feitas de nuvens,
davam um brilho nas estrelinhas empoeiradas.
Séfaro, um anjo forte e alto, lavava com uma mangueira
de borracha a casa redonda e prateada da Lua.
Os outros usavam vassouras, escovas e muita água,
para deixarem o chão do céu bem limpinho.
Mas sabe o que aconteceu?
Jogaram tanta água, tanta água naquele salão,
que milhares de gotinhas começaram a cair sobre a Terra...
era a primeira vez que se podia ver a chuva.
E como a turma daqui debaixo gostou tanto da novidade,
todas às vezes que há festa no céu
e os anjinhos fazem a limpeza no chão,
chove gostoso sobre a Terra.
Chuva na Terra é festa no céu.


gifs

terça-feira, 18 de novembro de 2008

DE ONDE VIEMOS?

A Editora Nobel resolveu relançar este mês um livrinho que talvez algumas mães de trinta e poucos anos lembrem bem: o “De onde viemos?”. A obra, que foi um sucesso com mais de 2 milhões de exemplares vendidos, aborda de forma descontraída a sexualidade na infância.

Afinal, muitos pais ficam encabulados em falar sobre sexo com suas crianças, que cada vez mais cedo querem respostas. Mas se falta desenvoltura para uma aula caseira de educação sexual, a saída para introduzir o assunto pode ser dar ao seu filho um livrinho como esse. Talvez, depois da leitura, ambos fiquem mais a vontade para conversar e comentar sobre o tema.

Com uma linguagem totalmente voltada para os pequenos, o livro trata desde as diferenças no corpo do homem e da mulher até a gestação.

fonte: Vila Filhos

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

A GALINHA RUIVA


Era uma vez uma galinha ruiva, que morava com seus pintinhos numa fazenda.
Um dia ela percebeu que o milho estava maduro, pronto para ser colhido e virar um bom

alimento.
A galinha ruiva teve a idéia de fazer um delicioso bolo de milho. Todos iam gostar!
Era muito trabalho: ela precisava de bastante milho para o bolo.

Quem podia ajudar a colher a espiga de milho no pé?
Quem podia ajudar a debulhar todo aquele milho?
Quem podia ajudar a moer o milho para fazer a farinha de milho para o bolo?
Foi pensando nisso que a galinha ruiva encontrou seus amigos:
- Quem pode me ajudar a colher o milho para fazer um delicioso bolo?
- Eu é que não, disse o gato. Estou com muito sono.
- Eu é que não, disse o cachorro. Estou muito ocupado.
- Eu é que não, disse o porco. Acabei de almoçar.
- Eu é que não, disse a vaca. Está na hora de brincar lá fora.
Todo mundo disse não.

Então, a galinha ruiva foi preparar tudo sozinha: colheu as espigas, debulhou o milho, moeu a farinha, preparou o bolo e colocou no forno.
Quando o bolo ficou pronto ...
Aquele cheirinho bom de bolo foi fazendo os amigos se chegarem. Todos ficaram com água na boca.

Então a galinha ruiva disse:
- Quem foi que me ajudou a colher o milho, preparar o milho, para fazer o bolo?
Todos ficaram bem quietinhos. ( Ninguém tinha ajudado.)
- Então quem vai comer o delicioso bolo de milho sou eu e meus pintinhos, apenas. Vocês podem continuar a descansar olhando.


E assim foi: a galinha e seus pintinhos aproveitaram a festa, e nenhum dos preguiçosos foi convidado.

Lenda do Folclore Inglês


gifs
até a próxima

domingo, 16 de novembro de 2008

BOM DOMINGO



Recados e Imagens - Domingo - Orkut

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

A ROUPA DO REI

contos


Era uma vez um tão vaidoso de sua pessoa que só faltava pisar por cima do povo.
Certa vez procuram-no uns homens que eram tecelões maravilhosos e que fariam uma roupa encantada, a mais bonita e rara do mundo, mas que só podia ser enxergada por quem fosse filho legítimo.
O rei achou muita graça na proposta e encomendou o traje, dando muito dinheiro para sua feitura. Os homens trabalharam dia e noite num tear mágico, cozendo com linha invisível, um pano que ninguém via.
O rei mandava sempre ministros visitarem a oficina e eles voltavam deslumbrados, elogiando a roupa e a perícia dos alfaiates. Finalmente, depois de muito dinheiro gasto, o rei recebeu a tal roupa e marcou uma festa pública para ter o gosto de mostrá-la ao povo.
Os alfaiates compareceram ao palácio, vestindo o rei de ceroulas, e cobriram-no com as peças do tal traje encantado, ricamente bordado mas invisível aos filhos bastardos.
O povo esperou lá fora pela presença do rei e quando este apareceu todos aplaudiram com muito entusiasmo. Os alfaiates, aproveitando a festa, desapareceram no meio do mundo.

contos


O rei seguiu com o cortejo, mas, atravessando uma das ruas pobres da cidade, um menino gritou:
- O Rei está de ceroulas!
Todo mundo ali presente reparou e viu que realmente o rei estava apenas de ceroulas. Uma grande e entrondosa vaia foi o que se ouviu. O rei correu para o palácio morto de vergonha. Desse dia em diante corrigiu-se seu orgulho. E enquanto durou seu reino foi um rei justo e simples para o seu povo.

Nota: Conto da idade média compilado pela primeira vez na Espanha por Dom Juan Manuel, século XV, em um livro intitulado "Libro de Patronio ou do Conde Lucanor". Anderson o contista, mais tarde o modifcou e criou sua própria versão da história.
fonte: dicas uol

novos encantos

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

VAMOS COLORIR?

fadas
PRINCESA
colorir


FADAS

colorir


SE PREFERIR, TENTE DESENHAR, NÃO SÃO LINDOS?


É SÓ IMPRIMIR

VAMOS LÁ, MÃOS À OBRA!

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

A FADINHA E A NUVEM


Existe uma fadinha
tão bonitinha
sentada numa nuvem
nuvem, branquinha e fofinha
lá do alto observa todos
a fadinha e sua nuvem fofinha

elas representam os sonhos,
uma coisa que nos faz flutuar
todo mundo os tem mas,
alguns nem tentam realizar e
ficam somente a sonhar...

gifs

A FADA DO AMOR

A fada do amor, é uma linda fada que mora nas flores do campo.

Ela é uma fada muito especial. Ela tem os poderes de fazer os animais e as pessoas se apaixonarem.
Com sua varinha mágica, ela faz qualquer um que seja solitário, ficar acompanhado.
Ninguém a vê!
Para pedir sua ajuda, é só pegar algumas flores do campo e entregá-las para uma pessoa ou cantar uma música a uma flor do campo.
Ela só usa sua varinha mágica, se realmente a pessoa merece ou se o casal formar um bonito par.

Assim a fada do amor é!
gifs

terça-feira, 11 de novembro de 2008

O GATO E O GALO


animais

Um gato, ao capturar um galo, ficou imaginando como achar uma desculpa, qualquer que fosse, para justificar o seu desejo de devorá-lo.
Acusou ele então de causar aborrecimentos aos homens, já que cantava à noite e não deixava ninguém dormir.
O galo se defendeu dizendo que fazia isso em benefício dos homens, e assim eles podiam acordar cedo para não perder a hora do trabalho.
O gato respondeu; "Apesar de você ter uma boa desculpa eu não posso ficar sem jantar."
E assim comeu o galo.

Moral da História:
Quem é mau caráter, sempre vai achar uma desculpa para tornar legítimas suas ações.

fonte: fábulas de esopo
Photobucketbom dia

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

IARA A MÃE D'AGUA

Os cronistas dos séculos XVI e XVII registraram essa história.

No princípio, o personagem era masculino e chamava-se Ipupiara, homem peixe que devorava pescadores e os levava para o fundo do rio. No século XVIII, Ipupiara vira a sedutora sereia Uiara ou Iara.
Todo pescador brasileiro, de água doce ou salgada, conta histórias de moços que cederam aos encantos da bela Uiara e terminaram afogados de paixão. Ela deixa sua casa no fundo das águas no fim da tarde. Surge magnífica à flor das àguas: metade mulher, metade peixe, cabelos longos enfeitados de flores vermelhas. Por vezes, ela assume a forma humana e sai em busca de vítimas.
Quando a Mãe das águas canta, hipnotiza os pescadores. Um deles foi o índio Tapuia. Certa vez, pescando, Ele viu a deusa, linda, surgir das águas. Resistiu. Não saiu da canoa, remou rápido até a margem e foi se esconder na aldeia. Mas enfeitiçado pelos olhos e ouvidos não conseguia esquecer a voz de Uiara. Numa tarde, quase morto de saudade, fugiu da aldeia e remou na sua canoa rio abaixo.
Uiara(Iara) já o esperava cantando a música das núpcias. Tapuia se jogou no rio e sumiu num mergulho, carregado pelas mãos da noiva.

Uns dizem que naquela noite houve festa no chão das águas e que foram felizes para sempre. Outros dizem que na semana seguinte a insaciável Uiara(Iara) voltou para levar outra vítima.


uma sereia com muitos encantos para voces

fonte: Folclore Brasileiro Ilustrado: Lenda da Mãe Dágua (Iara)
Européia com versões dos Indígenas, da Amazônia.
gifsbeijinhos
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios